sábado, março 12, 2011

O caniche lusitano de Merkel

Passos de Coelho retira apoio parlamentar ao PS
Cavaco só tem um caminho: demitir o mentiroso compulsivo que elegemos para primeiro-ministro e convocar eleições gerais antecipadas.


O dia de hoje culmina uma sucessão de factos que configura uma descolagem completa e definitiva do mitómano José Sócrates, e do seu caricato ministro das finanças, das regras mínimas da convivência democrática e de boa educação num país soberano. Este primeiro-ministro, reiteradamente mentiroso, traiçoeiro e arrogante, assumindo agora ares de caniche acrobático da chanceler alemã, não pode prosseguir no cargo que ocupa, sob pena de Portugal se transformar numa gargalhada.

Faço votos para que os socialistas e os sociais-democratas compreendam bem a gravidade da actual situação, e encontrem com urgência a forma expedita de despedir com justa causa o actual primeiro-ministro. Os juros da dívida pública portuguesa vão disparar na próxima segunda-feira. Nada pode justificar o prolongamento da patética agonia do actual quadro parlamentar. Os mercados já votaram com os pés, reiteradamente, ao longo dos últimos meses, contra este inútil atoleiro político.

Só nos resta uma solução: ir para eleições.

2 comentários:

Carlos Alberto disse...

Meu caro António Maria,

desta vez não concordo nada com o que escreve. A Merkel é tão culpada do que se está a passar em Portugal como o gerente de conta do seu banco é culpado se vocês ultrapassar o plafond do cartão de crédito e no entanto continuar a querer fazer compras a crédito!

Cumprimentos.

O ANTONIO MARIA disse...

Caro Carlos Alberto,

Eu não culpo a Merkel pela nossa situação, longe disso! Na realidade, há uma bolha planetária de endividamento tóxico (chamada Derivados Financeiros), cheia de aplicações especulativas, criadas nomeadamente para prolongar uma "alavancagem" puramente virtual da economia, que começou a dar sinais de crise aguda em 2006, encontrando-se agora em fase de irrupção explosiva. É verdade em Portugal, mas também em Espanha, Grécia, Irlanda, Bélgica, França, e sobretudo no Reino Unido, Japão e Estados Unidos! O que acontece é que os países mais pequenos e pobres apanham em primeiro lugar. Por outro lado, não devemos esquecer a guerra de luva branca efectivamente em curso entre o dólar-libra e o euro!

Os crimes alheios perdoam-nos? Nem pensar! Por isso proponho o imediato despedimento de Sócrates e da sua leviana equipa governamental. Temos que fazer o nosso trabalho de contenção dos enormes estragos causados ao país pelo comportamento aventureiro de especuladores, banqueiros e políticos, e pela imprevidência de muitos de nós, simples cidadãos. Mas não da maneira assassina que os piratas que capturaram o PS querem fazer!