quarta-feira, julho 06, 2011

O terrorismo da Moody's

Esta crise é uma oportunidade! MEXAM-SE!

Decisão da Moody's demonstra descredibilização da UE e FMI

Económico com Lusa  06/07/11 14:03

O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), António de Sousa, afirmou hoje que a descida do 'rating' de Portugal demonstra a "descredibilização" da UE e do FMI.

A agência de notação financeira Moody's cortou na terça-feira em quatro níveis o 'rating' de Portugal de Baa1 para Ba2, colocando a dívida do país na categoria de 'lixo' (junk).

What?!

Se os bancos estão entregues a este senhor, está tudo dito!

Será que a criatura não percebeu ainda que as agências de notação financeira são os pelotões de sabotagem de Wall Street, na guerra em curso entre o dólar e o euro? E que quem está desesperado é Obama e a tripla de piratas ingleses —rainha, Cameron e Clegg (sobre-expostos a Washington)—, e não a senhora Merkel? Esta, e muito bem, cooptando o BCE e o FMI para o envolvimento dos privados (leia-se bancos e investidores) na tesourada que é imprescindível dar nas dívidas soberanas atacadas pelos especuladores aninhados nas ilhas piratas da rainha inglesa e de gente vil da mesma laia, está a fazer frente à real ameaça de um hiperinflação mundial causada pelas iminentes bancarrotas americana e inglesa e pelo poder destruidor sem precedentes do buraco negro dos derivados financeiros OTC. O senhor Sousa, em vez de perceber isto, e tomar partido por quem lhe tem pago as mordomias, rasteja perante o amigo americano, como um miserável!

Ainda não percebeu o douto Sousa que os chineses, japoneses e árabes deixaram de comprar as fichas do Monopólio americano, e passaram a investir na moeda de reserva mundial que se segue (o euro)?

Não é óbvio que o acto terrorista da Moody's foi uma ação desesperada e um tiro que lhes vai sair pela culatra?

Os EUA poderão entrar em default já em Agosto, porra!!!

MAS ATENÇÃO: a notação de lixo tem pelo menos um mérito: ajudar o Passos de Coelho a vencer as resistências dos lóbis e de toda a canalha que não quer largar o osso do endividamento soberano — como o famoso Sampaio, que em vez de estar a prestar contas, continua alegremente a assobiar o hino "Há vida além do défice!"

Emagreçam o Estado já!

18 municípios, para um país com menos população do que Londres, é mais do que suficiente!

  • Cidade-região de Lisboa : 1 município 
  • Cidade-região do Porto: 1 município 
  • Cidade região de Coimbra: 1 município 
  • Cidade-região de Aveiro: 1 município 
  • Cidade-região de Viseu: 1 município 
  • Cidade-região de Castelo Branco: 1 município

etc.. até um máximo de 18 municípios!

Acabem ao mesmo tempo com metade das Direcções-Gerais e todas as Direcções de Serviços. Valorizem as Divisões! Mas atenção: chefias de carreira, só com concurso público. Façam das Divisões o que estas devem ser: os pontos nodais da acção do Estado.

Acabem com todos os subsídios às centenas das fundações sem fundos que por aí vegetam a cata do Orçamento de Estado!

Reduzam o número de deputados em 30%, e estabeleça-se o limite de mandatos para todos os cargos e funções públicas eleitas para um máximo de dois — sem excepção!

FINALMENTE: Querido governo em frágil estado de graça, usa os referendos para avançar contra a burocracia, contra os lóbis, contra as confederações e contra os sindicatos. Estes são os verdadeiros PIGS que conduziram Portugal país à beira do abismo.

Se a Merkel nos abandonasse, se o euro se evaporasse, se a União Europeia fosse ao fundo, não tenham a mais pequena dúvida do que ocorreria no nosso país, em menos de uma década: teríamos uma nova ditadura. E a pergunta antecipada para este cenário hipotético é: de quem seria então a culpa?

Mas não, olhem para as estatísticas e vejam como a Europa é não só o maior mercado do planeta, a maior economia do mundo, o mais imponente cofre de reservas de ouro, o maior exportador, o maior íman turístico e a detentora da mais forte e promissora moeda mundial. Querem-nos fazer crer o contrário, mas não nos deixemos iludir!

Se tivermos de apertar o cinto 3 furos, ninguém vai ou deve morrer por isso. Os governos europeus têm o dever de velar pela dignidade europeia, e fá-lo-ão. Estaremos sempre muito melhores que o resto da humanidade. Precisamos apenas de uma cura de consumismo e de reconduzir as nossas vidas pela via da racionalidade, do equilíbrio e da solidariedade.

Esta crise é mesmo uma oportunidade. Talvez a última, mas mesmo assim, uma oportunidade!

16 comentários:

Nyquist disse...

Post fantástico ao melhor nível! Ricardo Salgado fala agora de um tiro no barco da Europa na guerra Dólar contra o Euro! Independentemente das negociatas que já fez, desta feita até disse algo muito acertado!

shakre disse...

"Mas não, olhem para as estatísticas e vejam como a Europa é não só o maior mercado do planeta, a maior economia do mundo, o mais imponente cofre de reservas de ouro, o maior exportador, o maior íman turístico e a detentora da mais forte e promissora moeda mundial. Querem-nos fazer crer do contrário, mas não nos deixemos iludir!

Se tivermos de apertar o cinto 3 furos, ninguém vai ou deve morrer por isso. Os governos europeus têm o dever de velar pela dignidade europeia, e fá-lo-ão. Estaremos sempre muito melhores que o resto da humanidade. Precisamos apenas de uma cura de consumismo e de reconduzir as nossas vidas pela via da racionalidade, do equilíbrio e da solidariedade."

Isto é que optimismo! Até fiquei mais bem disposto!!

O ANTONIO MARIA disse...

Não se ganha uma guerra, nem com queixume, nem com lágrimas ao canto do olho ;) É que estamos, de facto, no meio duma verdadeira guerra financeira, a maior de que há memória, por enquanto com punhos de renda... mas que pode descambar, sobretudo se não soubermos defender o nosso posto e tomar o partido da razão e da História. Os PIGS são os flancos atacados pelos comandos de sabotagem conhecidos por agências de rating. Se conseguirem passar, avançarão depois sobre Berlim, como o vêm fazendo desde que a ameaça alemã se tornou uma obsessão europeia. Só que desta vez os anglo-saxónicos não desfazem apenas a Alemanha, mas toda a Europa! As probabilidades, no entanto, jogam contra Washington e Londres, pois estão ambos falidos. E o poder do dinheiro foge normalmente a sete pés dos pedintes!

Anónimo disse...

Não me parece que seja assim tão simples. Agora a culpa é duma agencia de notação que acredita que Portugal vai entrar em incumprimento à semelhança da Grecia? O Antonio Maria acredita mesmo que em situação normal vamos pagar o que devemos? Gostaria de ter esse otimismo, mas lembro apenas 3 acontecimentos
que tornarão o pesadelo uma evidencia: a fatura das PPP, a crise imobiliaria(com imcumprimentos das familias e colapso do fistema bancario) e a crise alimentar que se avizinha. Foi um bom esforço de esperança...

Elio Tavares disse...

tenho algum conhecimento da Europa e total orgulho da cultura EUROPEIA, neste momento escrevo do Brasil mas estou de malas prontas para o Norte Da Europa com a familia porque o Capistalismo existente (neste caso, Brasil) é uma fraude, uma farsa só vê quem quer ver porque existe muito mais dignidade na Selva. A minha educação não se coaduna com a exploração humana.

skeptikos disse...

"The Fed Is Dead… Long Live The Fed" & “Scale of problem… greater than anticipated” http://tradewithdave.com/?p=7187

O ANTONIO MARIA disse...

Vamos por partes: o buraco negro dos derivados financeiros OTC tem uma amplitude nocional = 10xPIB mundial. Não se sai disto, como não se sai do endividamento soberano do Ocidente sem um RESET! A dívida do Reino Unido aproxima-se do £1.000.000.000.000. Como fazer? Há quem proponha uma troca de papeis entre todos credores/devedores de modo a apurar uma espécie de situação líquida menos dramática. Seja como for, temos que fazer o nosso trabalho de casa (reduzir o Estado, parar as PPP, etc) e, por outro lado, dizer claramente que o ouro português não está à venda!

Anónimo disse...

Este post é para aplaudir de pé: clap, clap, clap, clap!

Miguel Horta

menvp disse...

Os 'Bilderbergos' ambicionam não só 'deitar a luva' aos activos das nações... como também, pagá-los a preço de saldo: "Descida do rating pela Moody’s é imoral".
.
.
Marionetas dos 'Bilderbergos' (ex: Sócrates e afins) fizeram o seu trabalho: silenciaram 'Medinas Carreiras' e conduziram países para a falência...
.
.
Bandalhos/cúmplices dos 'Bilderbergos' (ex: os praticantes do Terrorismo_CGTP) também fizeram o seu trabalho:
- face a uma entidade pagadora em deficit (leia-se Estado), apresentavam propostas de aumentos - e não - propostas de orçamentos... leia-se, queriam mais dinheiro não importa vindo de onde... leia-se, jubilavam quando os aumentos vinham... e... varriam para debaixo do tapete o facto da entidade pagadora ter necessidade de pedir dinheiro emprestado a especuladores, e necessidade de vender activos...
OBS 1: agora andam por aí chorar lágrimas de crocodilo: «alerta para "perda de soberania" do País».
OBS 2: os praticantes do Terrorismo_CGTP deviam de abandonar a bandalheira/cumplicidade... e deviam de ganhar juízo: em vez de protestos contra as medidas de austeridade, deveriam, isso sim, era estudar quais as medidas de austeridade necessárias... para que o país não necessite de pedir dinheiro emprestado aos (perigosos) especuladores.

skeptikos disse...

Nem mais! Btw, «Europe declares war on rating agencies» http://www.telegraph.co.uk​/finance/economics/8621520​/Europe-declares-war-on-ra​ting-agencies.html

Karocha disse...

Caro António Maria

Acha mesmo que ela é uma pirata?
Eu não , só quero o que é meu!
Abraço
Manuela Diaz-Bérrio aka Karocha Diaz-Bérrio

O ANTONIO MARIA disse...

A Moody's é um pelotão de ataque dos grandes especuladores mundiais que têm participações na própria empresa. Isto não significa que as pessoas, empresas, bancos e países não estejam sobre endividados. Estão! No entanto, terá que ser encontrado um ponto de equilíbrio ente os credores legítimos e os devedores. Mas para isto acontecer, teremos primeiro que reduzir drasticamente o protagonismo dos especuladores profissionais... O mundo ocidental transformou-se num gigantesco BPP, ou, para quem aida se lembra da senhora, numa Dona Branca planeária. Quando a pirâmide implode, todos reclamam o seu... mas terão que perceber que o "seu" é uma coisa muito relativa, pois sabiam desde o início que estavam a jogar no casino!

Karocha disse...

Caro António Maria

Eu não andei a jogar.
Só quero o que é meu de direito.

O ANTONIO MARIA disse...

Nothing personal ;)

O ANTONIO MARIA disse...

Karocha, só agora percebi as entrelinhas ;) Claro, torne o seu caso público!

Karocha disse...

LooLLLL António Maria!

Já leu o CM de hoje?