terça-feira, outubro 25, 2011

A fuga fiscal

É preciso desblindar a corrupção, esteja onde estiver!



Senhores Pedro Passos Coelho, Carlos Costa, Vítor Gaspar e Álvaro Santos Pereira,

não basta actuar nas aparências, por mais importantes que estas sejam —refiro-me à caça que tem que ser feita aos privilégios da indecorosa nomenclatura que temos. É fundamental também atacar as raízes do problema que conduziu à bancarrota do país. E entre estas está a evasão fiscal maciça aos impostos das 19 maiores empresas portuguesas que deslocaram as suas sedes fiscais para a Holanda, um país de piratas que há muito aprendeu a roubar o que é nosso!

Vocês não podem enforcar o contribuinte indígena que não tem como deslocar a sua pessoa fiscal para a Holanda, Gibraltar ou para as ilhas piratas da rainha de Inglaterra, enquanto permitem que a burguesia rendeira se ria de vós e de todos nós!

E não me venham com as desculpas esfarrapadas dos contratos blindados (a EDP e as barragens da corrupção, SCUDs, PPPs, etc.), nem com a liberdade de circulação de capitais na Europa e neste mundo globalizado. Os mesmos advogados a soldo que blindaram, desblindam! E assim como o Japão soube muito bem tornar o seu país uma fortaleza inexpugnável às importações, e sabe muito bem levar pela trela a sua não menos luxuriante e indecorosa burguesia, também agora vossas excelências, se quiserdes sobreviver politicamente, tereis que fazer algo semelhante.

Basta querer!


NOTA: Rui Tavares no Parlamento Europeu, um discurso que subscrevo 100%. Mas este já não é do Bloco, pois não? Ainda bem!

1 comentário:

skeptikos disse...

Totalmente de acordo e não é só a corrupção que conhecemos na vida real, como também na virtual:

http://emsnews.wordpress.com/2011/10/25/zuckerberg-is-selling-private-facebook-information-to-highest-bidders/#more-13188

A minha 2ª conta FB foi desactivada após mais umas verdades inconvenientes na página anti Plano de Barragens. Afinal os mesmos são pela defesa dos microgeradores, conforme se pode verificar aqui (COAGRET/Pedro Felgar Couteiro): http://www.futursolutions.pt/index.php?option=com_content&view=article&id=87?h

O que não se diz, mas sente-se na carteira, sob a forma de factura EDP: «(...) Como o roubo é de tal forma descarado, sente-se alguma preocupação nas hostes. No meio de tanta fraude, os esquemas são uma evidência! Parece que houve investigação, mas dos resultados não reza a História! Por isso não admira que já existissem mais de 10 000 microprodutores a xuxar no início do ano, sendo que neste momento são já cerca de 12 000!!! E pelas listagens de registos disponibilizados, muitos mais abortos produtivos estão prontos a começar a mamar!»

http://ecotretas.blogspot.com/2011/10/microgeracao_16.html


A informação vale ouro e quanto menos se souber, melhor para os interesses instalados e/ou a instalar!