segunda-feira, março 12, 2012

Pastel de Nata

Os pasteis do Álvaro? Um déjà vu!

Um verdadeiro pastel de nata, fabrico do bb Gourmet, Porto


‎Eu comprei um pastel de nata (juro!) em plena Xangai, numa rua pedonal, onde os chineses viam futebol numa pantalha gigante, tudo isto há mais de uma década — no ano 2000!

Há muito tempo, aliás, que sugiro aos portugueses que criem um McDonalds do bacalhau, isto é, um McCod! Basta substituir a carne picada pelo bacalhau picado, obviamente criado no mar alto como o salmão — hélas, la technologie ça se voie, non

E aos meus amigos espanhóis, que são muitos, venho recomendando, desde bem antes desta malfadada crise (1), a criação de uma cadeia mundial de pequenos hotéis dedicados à sesta, essa instituição de cultura, certamente inventada pelos árabes, mas ainda hoje religiosamente praticada por galegos, bascos, castelhanos, andaluzes e valencianos, e ainda pelos alentejanos que se prezam. Até lhes ofereci o nome para esta minha ideia luminosa: Siesta House!

Finalmente, uma outra ideia minha, não menos genial, passa por aproveitar o aeromoscas de Beja, um investimento de 38 milhões de euros, deserto de clientes, no vai-e-vem da futura Las Bejas — The Great Stanley Ho Adventure in Euroland. Não é preciso explicar mais nada, creio!

O tempo da chuva de euros terminou. Agora, ou temos ideias, ou empobrecemos. É esta a história dos pasteis de nata contada pelo nosso super ministro da economia, da indústria e do emprego. Só os burocratas, a corja partidária e os rendeiros do meu país não perceberam, ou não gostaram da moral que ela obviamente contém.


ACTUALIZAÇÃO (5 jun 2012) 


O Álvaro bem tentou avisar a malta, mas a malta anda a passo de caracol e olhar bovino... atrás da bola... e então, já está: 1300 milhões de comedores de pasteis de nata potenciais já têm fornecedor: a Julia e a cadeia Lillian Cakes de Xangai, que foi quem confecionou e serviu 1700 pasteis de nata num só dia no Pavilhão de Portugal da Expo de Xangai. Continuem à espera de São Bento e depois não se queixem!


NOTAS
  1. "Economists say euro crisis may not be over" (EurActiv)

6 comentários:

Karocha disse...

Pois!!! António Maria.
E continuam a vir ao meu blog,à procura do Jorge Ferro Ribeiro.
Eu sei lá aonde o pateta anda...
Disse-me em 95 que os papéis importantes estavam num cofre na Suíça!
Imagine que eu me tinha casado com ele, como o pateta queria...

Anónimo disse...

http://asombraquemepersegue.blogspot.com/2012/03/postal-sua-excelencia-o-senhor.html

O ANTONIO MARIA disse...

Os bifes acabam de anunciar que vão lançar um empréstimo real a pagar em 100 anos! Ou seja a falência do Reino pouco Unido é oficial :( No entanto, se conseguir provar quem é, admito que resolveria muitos problemas...

Karocha disse...

António Maria
Eu não preciso de provar nada, basta ver e ler a infâme proposta que me foi feita em 2001.
Basta-me o meu ADN, quem tem que provar algo é mulher que se faz passar por mim e usa variadas coisas minhas que foram roubadas de minha casa - como, por exemplo, o ferro que tive que usar na clavícula e o TAC da minha perna entre coisas bem mais pessoais.

O ANTONIO MARIA disse...

Karocha,

O ADN da soberana já foi seguramente colhido e guardado, por razões de precaução e segurança evidentes.

Porque não envia o seu ADN ao cuidado do chefe do P. Buck., reclamando o fim do embuste?

x
a

Karocha disse...

António Maria

O meu também há muitos anos no Instituto Ricardo Jorge.