segunda-feira, maio 18, 2015

Dinheiro parado



Depois do Capital, o quê?


O capital e a poupança tornaram-se ao longo dos últimos vinte anos verdadeiras raridades cobiçadas pelos viciados em dívida e por toda a casta de especuladores e cleptocratas. Na verdade, o Grande Buraco Negro dos Derivados Financeiros Especulativos, com um potencial de destruição nocional da ordem de 10x o PIB mundial (BIS), continua a exercer uma enorme atração fatal sobre o que resta da riqueza não prostituída pelos famosos veículos da confiança perdida.

O estalinismo ultraliberal da Fed, do Bank of Japan, ou do BCE, é mais radical do que o mais selvagem dos sonhos do PCP, do Bloco de Esquerda, ou do PS, em matéria de controlo da atividade financeira e bancária privada. O Capitalismo Financeiro Totalitário que aí vem, ou pretende vir, prevê a possibilidade de forçar a entrada de toda a economia num sistema financeiro puramente digital e virtual, sob a hégide sombria de quem manda nos bancos centrais: o BIS e a oligarquia financeira mundial.

The Coming Crash of All Crashes – but in Debt
Posted on May 16, 2015 by Martin Armstrong   

We face a frightening collapse in the VELOCITY of money and all this talk of eliminating cash is in part due to the rising hoarding of cash by households both in the USA and Europe. This is a major problem for the central banks have also lost control to be able to stimulate anything.The loss of traditional stimulus ability by the central banks is now threatening the nationalization of banks be it directly, or indirectly. We face a cliff that government refuses to acknowledge and their solution will be to grab more power – never reform.

Se gostou do que leu apoie a continuidade deste blogue com uma pequena doação

1 comentário:

taawaciclos disse...

Boas!

Já mostrei este esquema (o mais recente) a vários amigos... Mas a formatação de MANADA não permite que a realidade os atinja! Nenhum deles sequer tinha ouvido falar no BIS... Quanto mais na abolição do papel-moeda! No 1º esquema que fiz de facto o BIS tinha mais destaque!

A grande MAIORIA da MANADA irá aceitar o que for... Até claro rebentar... E quando MANADAS rebentam a coisa nunca é bonita de ser vista!

Quanto à divida!
Não me parece que os Tugas estejam a pensar que até 2017 tudo irá MUDAR!

"O financiamento para a compra de veículos, tanto novos como usados, registou o maior aumento entre o crédito ao consumo, nos três primeiros meses do ano. O montante total concedido ascendeu a 1,1 mil milhões de euros.
372 milhões de euros. Foi este o montante concedido em novo crédito para a compra de automóveis nos primeiros três meses do ano. Foi o segmento que registou o maior crescimento, em termos homólogos"

Continuação